Amarrações da mesa negra

Amarrações da mesa negra

amarrações, amarrações amorosas, amarrações de magia negra, amarrações para marido, amarrações para mulher, amarrações para amante, amarrações para reconciliar casal, amarrações para impedir divorcio, amarrações para trazer o amor de volta, amarrações para trazer marido de volta, amarrações para trazer homem de volta, amarrações para trazer mulher de volta, amarrações para trazer esposa de volta, amarrações para casar, amarrações para apressar o casamento,  amarrações para dominar homem, amarrações para dominar marido, amarrações para dominar amante, amarrações para dominar mulher,bruxarias de amarração, bruxarias para o amor, bruxarias de amor,

A mesa dos espíritos é sempre uma mesa redonda ou circular, e é um instrumento espirita de contato com os espíritos. Sentando-se á volta da mesa – e usando-se dos procedimentos certos –  é possível canalizar o chamamento de entidades espirituais deste nosso mundo ao mundo do além-túmulo, e assim fazendo-se então é através dessa mesma mesa os espíritos invocados vem a este mundo dos vivos e manifestam a sua presença. Desde há muito que mesas brancas – construídas especificamente para fins espirituais – são usadas para invocar a entidades celestiais e angelicais, ao passo que messas negras – fabricadas conforme ensinamentos de necromancia e magia negra –  são usadas para conjurar forças infernais e entidades demoníacas.

A mesa negra é usada em rituais espíritas com fins mágicos formulados através de magia negra. Assim sendo, a mesa negra é um instrumento de contacto com os espíritos, e é usada em concreto na feitura de empreendimentos místicos nos quais se vão empregar métodos de magia negra, que são métodos espiritualmente mais incisivos e poderosos.

Na mesa negra invocam-se entidades de magia negra, assim como espíritos do além-túmulo. Na mesa negra são colocadas oferendas que activam influencias vibratórias, ou seja: oferendas que são chamamentos a energias e entidades espirituais, e que são usadas para captar a vinda desses espíritos ao nosso mundo dos vivos, assim como para lhes canalizar e encomendar uma demanda. Na mesa deve sempre estar presente um vidente ou médium, sendo que esse será receptáculo de um espírito. Assim o vidente servirá de montada ao espírito, e o espírito será o cavaleiro dessa montada, significando isso que o espirito entrará e habitará momentaneamente no corpo do vidente, fazendo daquele corpo uma moradia temporária e apenas pelo tempo decorrido da consulta espiritual. Trata-se de uma forma de possessão demoníaca consentida e passageira, o que não torna o procedimento menos penoso nem perigoso. Por isso: apenas devem trabalhar neste tipo de rituais videntes e bruxos experientes e treinados para aguentar o fardo da carga espiritual que isso implica.

Neste procedimento ritualístico, a montada – o bruxo – recebe mensagens espirituais do cavaleiro – o espírito – seja na forma de visões, ou augúrios, ou pressentimentos, ou sinais. Essas mensagens indicam o tipo de trabalho de santo que deverá ser aplicado ao assunto consultado, assim como as oferendas e procedimentos que devem ser assentados em solo sagrado para bem canalizar as energias e vibrações espirituais adequadas ao assunto em tratamento. A montada recebe assim a fórmula que deve ser aplicada naquele empreendimento, e assim estando feito, então o espírito desmonta a montada, ou seja: abandona o corpo do vidente, regressando á sua essência unicamente etérea e espectral ou espiritual.

As instruções do espirito devem ser seguidas com rigor, e assim se faz a bruxaria espirita com base na mesa negra.

Estando a bruxaria celebrada, ( essa bruxaria pode demorar vários dias a ser oficiada nos locais apontados pelo espirito, e usando-se das oferendas e rituais visionados pelo vidente), então deve-se esperar 7 noites. Vencido o prazo das 7 noites, as assombrações e aparições invocadas virão a este mundo, e manifestar-se-ão objetivamente, e a pessoa que se quer amarrar pelas amarrações ficará embruxada e amarrada. Esse desfecho é fatal e sem apelo nem agravo, e dele não há escapatória. Daí em diante, é deixar a criatura embruxada pelas amarrações ter as assombrações a alastrar-se na sua alma como um vírus negro, oculto e imparável, pois que as assombrações alastrar-se-ão sem impedimento ate ao ponto em que a criatura embruxada enfraqueça, e se gerem as oportunidades para a sua conquista. Estas amarrações são infalíveis, pois penetram a alma e o espirito da criatura embruxada sem falhar, nessa criatura empreendem sem cessar até a enfraquecer e fazer ceder.

O sacerdote Daniel é sacerdote ordenado pela Congregação Devocional de são Cipriano, e exerce a sua actividade no Altar de são Cipriano e Bruxa Èvora. Quer saber mais sobre amarrações, magia negra, trabalhos de magia, vidência, bruxaria ? Então veja e leia tudo, em:

tudo sobre MAGIA NEGRA

Trabalhos de amarração

Trabalhos de magia negra

Trabalhos de são Cipriano

tudo sobre VIDÊNCIA

Videntes em Portugal

tudo sobre AMARRAÇÕES

amarrações amorosas

bruxarias para o amor

Bruxos em Portugal

Saber mais?

Veja tudo sobre amarrações, em : amarrações amorosas

Visite-nos em:   Trabalhos de Magia negra

Escreva hoje mesmo, para: altar.cipriano@gmail 

Amarrações ?

Escreva-nos.

amarrações, amarrações amorosas, amarrações de magia negra, amarrações para marido, amarrações para mulher, amarrações para amante, amarrações para reconciliar casal, amarrações para impedir divorcio, amarrações para trazer o amor de volta, amarrações para trazer marido de volta, amarrações para trazer homem de volta, amarrações para trazer mulher de volta, amarrações para trazer esposa de volta, amarrações para casar, amarrações para apressar o casamento,  amarrações para dominar homem, amarrações para dominar marido, amarrações para dominar amante, amarrações para dominar mulher,bruxarias de amarração, bruxarias para o amor, bruxarias de amor,

Amarrações, amarrações do culto a são Cipriano e são La Muerte

Amarrações, amarrações do culto sao Cipriano e são La Muerte

amarrações, amarrações amorosas, amarrações de magia negra, bruxarias de amarração, feitiços de amarração, amarrações poderosas, amarrações infalíveis, amarrações para o marido, amarrações para a mulher, amarrações para a esposa, amarrações para o esposo, amarrações para a amante, amarrações para ex, amarrações para o ex, amarrações para o amor voltar, amarrações para a mulher voltar, amarrações para o homem voltar, amarrações para amante, amarrações para casar, amarrações para homem casado, amarrações para mulher casada,

O espiritismo e a necromancia na religião cristã:  culto aos Santos, Culto aos mortos e a São La Muerte.

A crença espírita e necromante na religião Cristã

O espiritismo e a necromancia estão profundamente presentes no Cristianismo, embora muitas das vezes os próprios cristãos na tenham noção disso. Por exemplo: quando se está a orar um santo, está-se da verdade a orar ao espírito de uma pessoa já desencarnada deste mundo dos vivos, e que habita no reino do espírito ou no reino dos mortos. Estamos nesse momento a estabelecer contacto com um espirito desencarnado e habitante do mundo dos espíritos, ao qual estamos a pedir uma bênção ou favorecimento, e isso é uma pratica de espiritismo. Mesmo quando se está a apelar a entidades como Nossa Senhora, está-se a apelar ao espírito da mãe de Jesus, a mesma mãe de carne-e-osso que habitou neste mundo, e que deu á luz um filho de carne-e-osso de nome Jesus, e que no final a sua vida faleceu, e cujo o espirito migrou para o mundo dos espíritos. Novamente: ao orar e pedir algo a Nossa Senhora, está-se na verdade a entrar em contacto com o espírito de uma pessoa já falecida á seculos, e cuja a alma habita no reino dos mortos, e junto da qual se procura alcançar um favorecimento ou bênção.  Jesus ele mesmo foi um homem de carne e osso, dentro do qual habitou um espírito santo, que era Cristo, o espírito do Filho de Deus. Pois bem: quando estamos a orar a Jesus estamos a orar ao espírito de um homem de carne e osso que faleceu há seculos, um homem santo que desencarnou deste mundo á seculos, e cujo o espirito que habitava nesse homem de carne-e-osso, ( o espirito santo, que é espirito Filho de Deus), permanece vivo na esfera dos espíritos. Pois bem: tudo isso são praticas espíritas que a maioria das pessoas pratica comummente sem saber que está a praticar um processo de espiritismo, pois que os processos religiosos de espiritismo consistem precisamente em entrar em contacto com os espíritos de pessoas já desencarnadas e que habitam lá no Além-túmulo, ou no mundo dos espíritos.

A  necromancia na religião Hebraica

Esta noção espírita da vida apos a morte –  e da dinâmica entre o mundo dos vivos e o mundo dos mortos – é uma noção religiosa muito mais antiga e anterior ao Cristianismo.

Antes do Cristianismo havia o Judaísmo, pois na verdade Jesus era Judeu e praticante da religião hebraica. Ora, na religião hebraica não existia a noção de céu que o cristianismo trouxe muito mais tarde. Na verdade, não havia nem a noção de um céu paradisíaco de recompensas, nem a noção de um inferno punitivo de castigos. O que havia era a noção de uma realidade mística e metafisica chamada de sheol – em hebraico שאול – que é na verdade a realidade espiritual para a qual migra a alma depois da morte do corpo.

Ou seja: na teologia hebraica professavam-se duas realidades: esta realidade física onde habitam os nossos corpos de carne-e-osso, sendo que os nossos corpos físicos apenas são animados por vida e consciência devido ao espírito que neles habita. No fundo, estes nossos corpos são como receptáculos de uma alma que lhes dá vida, conforme um copo é um receptaculo da água. Porem: Sem a alma, ou esvaziado da alma como um copo esvaziado de água, o corpo volta a ficar inerte, inconsciente, não-vivente, e regressa ao pó. Por outro lado, a alma uma vez saída do corpo, ( o momento a que se chama de morte), a alma  desencarna do corpo e atravessa o véu que separa o mundo dos vivos do mundo dos mortos, e vai habitar no Sheol –  שאול – que significa «realidade dos mortos», ou «reino dos mortos», ou «mundo dos mortos», no qual repousam as almas já desencarnadas e idas deste mundo.

As amarrações necromantes,  o culto aos santos, o culto aos mortos

Nesta perspetiva, o culto aos santos, ( na Santeria), e o culto aos mortos, ( como o culto a São La Muerte), está profundamente marcado e enraizado em certas versões do Cristianismo, como aquelas que se podem observar principalmente na América do Sul nas tradições religiosas do culto aos mortos e da Santeria, ou na América do norte onde abundam igrejas espiritas ou igrejas de natureza espirita, e onde a comunidade espirita é amplamente divulgada e influente.

Na doutrina religiosa do culto aos santos, do culto aos mortos e do culto aos espíritos, destacam-se dois grande nomes secularmente conhecidos:

são Cipriano e são La Muerte.

Para quem não sabe, são Cipriano é na verdade o santo dos necromantes, ou seja:

o santo daqueles que praticam a necromancia, isto é:

o santo daqueles que praticam as artes ocultas do contacto com os espíritos, pois que na verdade são Cipriano praticou os oficios da necromancia, entrando em contacto com todo o tipo de espíritos e entidades, tendo sido dessa forma que realizou os seus históricos feitos e milagres mágicos.

Outro santo relacionado com o contacto com os mortos é o santo La Muerte, que foi um missionário franciscano ou jesuíta do sec XVI que se dedicou a cuidar dos enfermos, especialmente dos leprosos, e que curou milagrosamente muitas pessoas, ate mesmo leprosos. A Igreja não acreditou nos milagres, considerou-os uma heresia, ( pois apenas Jesus tinha curado os leprosos), e castigou o monge, fechando-o numa cela sem água nem alimentos, quando passados uns dias foram visitar a cela onde ele estava enclausurado constataram que o santo tinha desaparecido e no local restava apenas uma caveira.

Pois bem:

Quando se estão a fazer amarrações, ( amarrações espiritas oficiadas seja através de são Cipriano ou de são La Muerte ), está-se precisamente a usar dessas técnicas espiritas e de necromancia que já vem do tempo da religião hebraica, assim como está presente na doutrina Cristã, ou seja: está-se a apelar a espíritos que habitam na profundidade do mundo dos mortos,  para que eles atravessem o véu que separa o mundo dos vivos do mundo Além-túmulo, e assim essas almas venha a este mundo, manifestem-se neste mundo, e aceitem empreender na demanda amorosa que se lhes encomendou.

Pois bem:

Parece simples mas não é, apenas sacerdotes treinados devem lidar com tais fenómenos, pois que sendo bem lidados dão em milagres, mas sendo mal lidados podem permitir a entrada neste mundo de entidades demoníacas incontroláveis, e isso pode gerar todo o tipo de tragedias e fatalidades

Por isso:

as amarrações espiritas são poderosas, e apenas devem ser usadas em casos sérios, e sempre – tal como nos exorcismos –  recorrendo-se de sacerdotes treinados.

Amarrações ?

Escreva-nos !

amarrações, amarrações amorosas, amarrações de magia negra, bruxarias de amarração, feitiços de amarração, amarrações poderosas, amarrações infalíveis, amarrações para o marido, amarrações para a mulher, amarrações para a esposa, amarrações para o esposo, amarrações para a amante, amarrações para ex, amarrações para o ex, amarrações para o amor voltar, amarrações para a mulher voltar, amarrações para o homem voltar, amarrações para amante, amarrações para casar, amarrações para homem casado, amarrações para mulher casada,

 

 

 

Prazo do resultado das amarrações

Prazo do resultado das amarrações

amarrações, amarrações amorosas, amarrações de magia negra, bruxarias de amarração, feitiços de amarração, amarrações poderosas, amarrações infalíveis, amarrações para o marido, amarrações para a mulher, amarrações para a esposa, amarrações para o esposo, amarrações para a amante, amarrações para ex, amarrações para o ex, amarrações para o amor voltar, amarrações para a mulher voltar, amarrações para o homem voltar, amarrações para amante, amarrações para casar, amarrações para homem casado, amarrações para mulher casada,

Em quanto tempo resultam as amarrações

O que são as amarrações?

As amarrações espíritas e de necromancia são invocações de espíritos feitas atraves de magia negra, são invocações de espíritos que habitam no mundo do «Além-túmulo» ou do «Alem-da-vida», ou seja: são espíritos que habitam para alem deste mundo dos vivos, habitando nas profundas névoas da realidade dos mortos, e que são chamados a vir a este mundo dos vivos para neste mundo edificarem na demanda que lhes é encomendada.

Uma invocação de espíritos pode ser feita para diversos fins: para abrir ou trancar caminhos financeiros, para expurgar o mal de alguém ou injetar o mal em alguém, para curar ou causar enfermidades de origem sobrenatural, para exorcizar ou invocar entidades e forças malignas, para atrair boa-sorte ou infestar com maldiçoes, para afastar pessoas indesejáveis ou atrair pessoas desejáveis, para castigar uma pessoa ruim ou beneficiar uma pessoa boa, para conceder fertilidade ou causar esterilidade, para salvar ou condenar um casamento, para assombrar ou desassombrar um lar, uma família ou uma pessoa, ou – no caso que estamos a descrever – para fins amorosos.

Quando a invocação de espíritos é feita para fins amorosos, então ela chama-se de amarração ou amarrações.

Em quanto tempo as amarrações dão resultado?

Nas amarrações, os espíritos invocados manifestam-se 7 dias apos terem sido chamados a este mundo. Esse é o tempo que os espíritos vindo do mundo dos mortos demoram a manifestar-se neste mundo dos vivos com eventos concretos e visíveis. Sabe-se disso, pois que assim está escrito na Sagrada escritura:

Seis dias depois, tomou Jesus consigo a Pedro, e a Tiago, e a João, seu irmão, e os conduziu em particular a um alto monte,
E transfigurou-se diante deles; e o seu rosto resplandeceu como o sol, e as suas vestes se tornaram brancas como a luz.
E eis que lhes apareceram Moisés e Elias, falando com ele.

Mateus 17:1-3

Pois assim se sabe:

Jesus chegou á Cesareia de Filipe, no sopé do monte Hermon e ali assentou local de repouso nesse dia, junto com os discípulos. Depois, Jesus esperou mais seis dias adicionais, e feito este tempo então Ele subiu ao alto do monte Hermon, e os espíritos de Elias e Moisés manifestaram-se e vieram ter com Jesus.

Pois bem:

entre o dia de chegada de Jesus á Cesareia de Filipe, e acrescendo-se mais seis de preparação espiritual, decorreram 7 dias para que os espíritos – vindos do Sheol, em hebraico שאול, significando «região dos mortos» – viessem do mundo dos mortos, e depois disso se manifestassem a Jesus.

E assim acontecendo, os espíritos de Moisés e Elias , ( profetas já falecidos muito antes do nascimento de Jesus), manifestaram-se como aparições visíveis não apenas a Jesus como aos discípulos que testemunharam esse evento, assim se comprovando que quando os espíritos migram do mundo dos mortos para vir ao mundo dos vivos, eles manifestam-se através de eventos visíveis e palpáveis.

Pois bem:

assim se sabe que 7 dias de preparação são necessários para a ocorrência deste tipo de evento, e que depois disso – apos estarem decorridos esses 7 dias – os espíritos vindos do «Além-túmulo»  fazem sinal da sua presença através de eventos palpáveis e tangíveis.

Pois bem:

Esta é a regra espiritual que provem de Jesus no episodio de revelações de espíritos descrita na Bíblia, e por isso assim se sabe que após 7 dias os espíritos invocados manifestam-se, e depois disso eles agem neste mundo, conforme apos 7 dias os espíritos de Moisés e Elias se manifestaram e depois falaram com Jesus. Pergunta-se: e como é que isso e vê nas amarrações? Responde-se: Porque nas amarrações que são verdadeiras e verídicas, vão – depois de vencido esse prazo de 7 dias – ocorrem os sintomas que sucedem quando ocorre uma presença ou possessão por espíritos, e esses sintomas são muito concretos e factuais, e eles ocorrerão diante dos seus olhos com factos palpáveis, e tais factos tem sido ate documentados pelo Vaticano ao longo dos seculos, e por isso: as amarrações dão efeitos bem concretos e resultados palpáveis.

Por isso, e em resumo:

Assim se sabe que após 7 dias os espíritos invocados manifestam-se, e infestam a pessoa amarrada pelas amarrações.

Por isso:

O prazo para os espíritos invocados virem a este mundo é 7 dias após uma invocação ser feita, e 7 dias após uma invocação ser feita é o prazo do resultado da invocação de espíritos feita em espiritismo, pois o resultado de uma invocação e chamamento de espíritos de mortos, é que os espíritos chamados venham do mundo dos mortos a  este mundo dos vivos, e respondam a quem lhes pediu ajuda, aqui neste mundo manifestando-se. Isso ocorre apos 7 dias depois de uma invocação ser feita, e assim estando feito, então assim está feito o resultado da invocação de espíritos.

A partir daí e apos estar vencido o prazo de 7 dias, é deixar dai em diante aos espíritos trabalharem na alma da criatura infestada, pois que os espíritos conjurados ali permanecerão em espírito trabalhando e alastrando-se pela alma dessa criatura, e assim será sempre insistindo e cada vez invadindo mais profundamente essa alma, até que a pessoa se canse e acabe por ceder ao mandante das amarrações. A partir daí, é aguardar com crença e serenidade, pois que a qualquer momento e quando menos se espera os frutos do espírito estarão ocorrendo.

Cuidai porem:

devereis sempre manter uma atitude espiritual de confiança, de crença, assim como uma postura espiritual positiva. No mundo espiritual aquilo que é positivo atrai o positivo, e aquilo que é negativo atrai o negativo. Não se pode fundir ferro em fogo incandescente com gelo petrificado e congelado, pois que são coisas opostas e inconciliáveis. Não se pode atear uma fogueira com água, nem congelar a água com fogo, pois que são coisas opostas e inconciliáveis. Da mesma forma: não se pode andar todos os dias rezingão, resmungão, rancoroso, de mal com vida, desconfiado, amargo, azedo e cheio de azedume, e depois esperar receber dos espíritos coisas positivas, quando o seu «cofre» está fechado as coisas positivas, ou seja: a sua alma está nas trevas e por isso fechada á luz, e está a repelir para longe de si todas as coisas boas e positivas. Ao contrário: aquele que tendo pedido ajuda aos espíritos, depois segue a sua vida em frente de coração ao alto, de alma leve, com postura confiante e positiva, esse trai energias e vibrações positivas, e esse atrai os bons frutos do espírito, pois que esse tem o «cofre» aberto ás coisas boas, ou seja: a sua alma está com luz, a sua aura está vibrante, e por isso essa pessoa tem a sua alma aberta e receptiva á luz, aberta e receptiva a atrair coisas boas. Há quem responda: mas eu não posso andar positivo enquanto não tiver aquilo que quero. Pois a isso respondemos: ninguém atrai o doce estando amargo, e nunca ninguém adoçou um chá vertendo-lhe vinagre ao invés de açúcar. Da mesma forma: nunca ninguém se curou sem antes ter tomado o remedio certo da forma certa conforme o medico manda. Por isso: faça um esforço, pois se os espíritos fizeram um esforço bem maior para migrar do mundo dos mortos ao mundo dos vivos para lhe escutar, então a si também não será muito pedir que faça a sua parte, que é esse esforço de positividade.

E por isso, sublinhamos:

Nas invocações de espíritos, e duvida e a impaciência são o oposto da fé e da crença, conforme o calor é o oposto do frio, o dia é o oposto da noite, e a luz é o oposto das trevas. Por isso: estar a pedir  ajuda de espíritos para depois os receber com duvidas e impaciências, isso é como convidar uma pessoa a visitar a sua casa para depois a receber com uma bofetada e fechar-lhe a porta na cara. Ou seja: fazer isso acaba por repelir os espíritos, e irritar os espíritos, e causar efeitos contrários aos desejados. Por isso: um assunto uma vez entregue aos espíritos deve ficar nas mãos dos espíritos, e deve-se deixar os espíritos operar em paz,  sem os andar constantemente a importunar com duvidas, descrenças e impaciências. O tempo dos espíritos não é o tempo das impaciências do homem, e os caminhos pelos quais o espirito se move são sempre misteriosos e insondáveis. Por isso: quem dos espíritos quer colher bom fruto, então deve no espirito semear com crença , paciência e confiança nos espíritos, pois de nada serviu entregar uma demanda aos espíritos, se depois se anda a desconfiar deles, porque até seu melhor amigo se afastará de si, se você andar sempre a desconfiar dele e maltrata-lo. E há quem diga: mas se eu paguei um trabalho aos espíritos é porque obviamente tenho fé nos espíritos. Responde-se: não. Você não prova que tem fé encomendando uma demanda aos espíritos, você prova que tem fé é agindo como quem encomendou uma demanda aos espíritos, porque quem encomendou uma demanda aos espíritos depois não anda todos os dias a desconfiar deles, porque ninguém que confia pode andar todos os dias a desconfiar.

Por isso: use apenas da ajuda dos espíritos se tem crença neles, e se estiver preparado para lidar com os espíritos com veneração, crença e respeito, pois não se deve pedir ajuda e mandar vir espíritos dos mortos a este mundo dos vivos, para depois os receber não com respeito, veneração e confianças, mas antes com ofensas e descrenças, porque isso vai obviamente causar a ira dos espíritos e ter efeitos perturbadores. Por isso: use apenas da ajuda dos espíritos em assuntos sérios, e se tem crença neles, e se estiver preparado para lidar com os espíritos em postura de veneração, crença e respeito, porque a quem lida assim com os espíritos então eles abrem portas que antes se diziam impossíveis de abrir.

Fazendo-se assim, então os milagres acontecem, conforme já aconteceram a milhares de outras pessoas pelos quatro cantos do mundo!, e  ate nos casos mais desesperados.

O sacerdote Daniel é sacerdote ordenado pela Congregação Devocional de são Cipriano, e exerce a sua actividade no Altar de são Cipriano e Bruxa Èvora. Quer saber mais sobre amarrações, magia negra, trabalhos de magia, vidência, bruxaria ? Então veja e leia tudo, em:

tudo sobre MAGIA NEGRA

Trabalhos de amarração

Trabalhos de magia negra

Trabalhos de são Cipriano

tudo sobre VIDÊNCIA

Videntes em Portugal

tudo sobre AMARRAÇÕES

amarrações amorosas

bruxarias para o amor

Bruxos em Portugal

Saber mais?

Veja tudo sobre amarrações, em : amarrações amorosas

Visite-nos em:   Trabalhos de Magia negra

Escreva hoje mesmo, para: altar.cipriano@gmail 

Amarrações ?

Escreva-nos!

amarrações, amarrações amorosas, amarrações de magia negra, bruxarias de amarração, feitiços de amarração, amarrações poderosas, amarrações infalíveis, amarrações para o marido, amarrações para a mulher, amarrações para a esposa, amarrações para o esposo, amarrações para a amante, amarrações para ex, amarrações para o ex, amarrações para o amor voltar, amarrações para a mulher voltar, amarrações para o homem voltar, amarrações para amante, amarrações para casar, amarrações para homem casado, amarrações para mulher casada,

Efeitos e resultados das amarrações espíritas

Efeitos e resultados das amarrações espíritas e de necromancia

efeitos das amarrações, resultados das amarrações, amarrações, amarrações amorosas, amarrações de magia negra, bruxarias de amarração, feitiços de amarração, amarrações poderosas, amarrações infalíveis, amarrações para o marido, amarrações para a mulher, amarrações para a esposa, amarrações para o esposo, amarrações para a amante, amarrações para ex, amarrações para o ex, amarrações para o amor voltar, amarrações para a mulher voltar, amarrações para o homem voltar, amarrações para amante, amarrações para casar, amarrações para homem casado, amarrações para mulher casada,

Que efeitos e resultados causam as amarrações de necromancia ?

O que é espirito e o que é alma ?

Qual a diferença entre o espírito e a alma? Todo o corpo tem uma alma, e todo o corpo é o recetáculo para uma alma. Na verdade, é a alma que dá vida ao corpo. No momento da morte, a alma abandona o corpo e migra para o mundo dos mortos, atravessando o véu que separa o mundo dos vivos do mundo dos mortos. Quando isso acontece e a alma abandona o seu receptáculo de carne e osso, então ela volta ao seu estado original, e torna-se espirito. Ou seja: A alma é o espírito enquanto está encarnado e a habitar num corpo, enquanto que a alma uma vez livre do corpo carnal torna-se apenas espirito, espirito no seu estado puro.

O que é o «cofre» de uma pessoa ?

No espiritismo o cofre de uma pessoa é a sua alma. Uma pessoa com sofre fechado é uma pessoa normal com uma alma normal e perfeitamente adaptada ao nosso mundo físico. È assim que uma alma deve ficar quando entrar num corpo para lhe dar vida ainda no útero materno, e essas constituem a maioria das pessoas que habitam neste mundo. Porem:  por vezes e por algum motivo há pessoas que nascem com o cofre aberto, ou seja: uma pessoa com o cofre aberto é uma pessoa com a alma aberta aos fenómenos sobrenaturais, e ao contacto com  o mundo dos mortos,. A pessoa que nasce com o cofre aberto tem a alma aberta ás energias do mundo espiritual, e por isso tem a predisposição para entrar em contacto com espíritos, para receber a visita de entidades, para ter pressentimentos de mediunidade, para ter augúrios, para ter visões, para receber mensagens do mundo dos mortos, ou

seja: é uma pessoa com capacidades de vidência.

O que são as amarrações ?

As amarrações espíritas ou necromantes são invocações de espíritos feitas atraves de magia negra, são invocações de espíritos que habitam no mundo do «Além-túmulo» ou do «Alem-da-vida», ou seja: são espíritos que habitam para alem deste mundo dos vivos, habitando nas profundas névoas da realidade dos mortos, e que são chamados a vir a este mundo dos vivos para neste mundo edificarem na demanda que lhes é encomendada.

Uma invocação de espíritos pode ser feita para diversos fins: para abrir ou trancar caminhos financeiros, para expurgar o mal de alguém ou injetar o mal em alguém, para curar ou causar enfermidades de origem sobrenatural, para exorcizar ou invocar entidades e forças malignas, para atrair boa-sorte ou infestar com maldiçoes, para afastar pessoas indesejáveis ou atrair pessoas desejáveis, para castigar uma pessoa ruim ou beneficiar uma pessoa boa, para conceder fertilidade ou causar esterilidade, para salvar ou condenar um casamento, para assombrar ou desassombrar um lar, uma família ou uma pessoa, ou – no caso que estamos a descrever – para fins amorosos.

Quando a invocação de espíritos é feita para fins amorosos, então ela chama-se de amarração ou amarrações.

Como funcionam as amarrações espíritas?

Nas amarrações de necromancia força-se artificialmente a abertura temporária do cofre da pessoa amarrada. Isso não fará dessa pessoa uma pessoa mediúnica nem vidente, pois o seu cofre não nasceu aberto desde o hora da nascença, mas sim foi artificialmente forçado com uma finalidade, e depois voltará ao normal. Assim sendo:  significa isto que – através de métodos de espiritismo – se abre temporariamente e artificialmente o corpo astral ou a alma dessa pessoa, tornando-a permeável é entrada de forças, energias, espíritos e entidades que ali se vão alojar, e ali vão permanecer para em espírito trabalharem no espírito dessa pessoa. Uma vez iniciadas as amarrações espíritas, então não há quem possa impedir a entrada dessas entidades e espíritos, assim como não há como impedir que essas energias e vibrações permaneçam na alma dessa pessoa que foi amarrada, ali em espírito trabalhando no seu espírito até ela amolecer, ceder, fraquejar e se entregar a quem as amarrações decretaram que ela se deverá entregar. Por isso as amarrações espíritas acabam por ter efeitos no corpo físico e astral da pessoa amarrada por essas amarrações, ou seja: as amarrações influenciam tanto o corpo de carne e osso, como o corpo astral da pessoa amarrada pelas amarrações espíritas. Por isso: não há escapatória possível das amarrações espíritas.

Quais os efeitos e resultados das amarrações espiritas?

As amarrações espíritas ou de necromancia entram profundamente no espírito da pessoa amarrada, ali enraizando-se e alastrando-se pela alma dessa pessoa ate em espírito influenciarem essa pessoa, e levarem-na a ceder ao mandante das amarrações.

Porem:

Mais que isso – e mais importante – os espíritos acabem sempre por criar oportunidades e abrir portas aos caminhos de um desejo ou de um amor.

Por isso:

a mais importante das funções, do efeito e do resultado das amarrações espíritas e necromantes é esse mesmo, ou seja:

é gerar oportunidades, é abrir portas.

E isso acaba sempre por acontecer da forma mais inesperada, pelos caminhos mais misteriosos, e pelos meios mais insondáveis, pois que os espíritos são assim mesmo: os espíritos são mistério do mundo dos mortos agindo no mundo dos vivos, e por isso movem-se sempre por caminhos misteriosos e insondáveis.

Por isso:

Se aos espíritos cabe abrir portas e dar oportunidades a quem dos espíritos recorreu, já a quem dos espíritos recorreu cabe depois entrar pelas portas que eles abrem pelo seu próprio pé, e fazer bom uso dessas oportunidades  que eles concederam.

Por exemplo:

Uma pessoa quer desesperadamente um certo emprego ou uma certa promoção profissional, ( ou até mesmo enriquecer), e para isso recorre dos espíritos. Pois bem: os espíritos vão abrir caminhos e conceder oportunidades para essa pessoa ter esse desejo nas suas mãos.

Porem: se depois disso a pessoa não se levantar todos os dias para ir trabalhar, se a pessoa não se esforçar empenhadamente para agradar ao seu empregador ou clientes, se a pessoa não trabalhar arduamente para apresentar bons resultados, e se antes a pessoa ficar em casa deitada na cama a dormir o dia todo, então é obvio que ela vai acabar é desempregada e na penúria!

Por isso: os espíritos fazem o trabalho deles que é abrir caminhos e conceder oportunidades, para que depois a pessoa aproveite o melhor dessas oportunidades, pois que isso já não podem ser os espíritos dos mortos a ir fazer pela própria pessoa. Como se costuma dizer: « espirito dá-lhe a bicicleta para você chegar onde quer chegar, mas depois quem tem de pedalar a bicicleta e guiar bem até ao destino é você mesmo, porque isso já não vai ser o espirito a fazer por si»

Outro exemplo:

Alguém quer desesperadamente um amor, ou uma pessoa amada. Pois bem: os espíritos vão abrir caminhos e conceder oportunidades para essa pessoa desejada ficar ao seu alcance e nas suas mãos.

Porem: se depois disso quem pediu ajuda aos espíritos começar a maltratar a pessoa desejada, e a escorraçar a pessoa desejada, e não fazer por ser carinhosa, sedutora, amiga e amorosa para com a pessoa amada, então quem pediu ajuda aos espíritos acabará sozinho, porque o amor é como uma semente que deve ser bem cuidada e bem tratada, e quem maltrata uma oportunidade de amor concedida pelo espirito, logicamente perderá esse amor. Pois então: quem recebe uma oportunidade e a deita pela janela fora é como um homem a morrer de sede no deserto, mas que depois deita fora a única água que lhe deram para ele beber.

Tudo isso pode ser traduzido na seguinte fabula:

Um homem estava no mar a afogar-se, e sentiu que já não tinha mais forças para nadar, e que ia morrer. Pois Deus – que é espirito –  vendo o homem a afogar-se no mar, sentiu compaixão pelo homem, e decidiu ajuda-lo. Ao faze-lo, uma jangada passou perto do homem. Porem o homem disse: «Não, não vou mexer-me, porque Deus é grande, e Deus salvar-me-á»

Depois disso, um barco passou perto do homem que se estava a afogar. Novamente o homem disse: «Não, não vou fazer nada, porque Deus é grande, e Deus salvar-me-á»

Depois disso, veio um colete salva-vidas que flutuou perto do homem. Mais uma vez o homem disse: : «Não, não vou fazer nada, porque Deus é grande, e Deus salvar-me-á»

Em resumo: o homem obviamente acabou por se afogar e morrer ! Chegado ao céu, o homem estava furioso, e foi falar com Deus, e queixou-se-Lhe, dizendo: « sempre tive fé em Deus, sempre dei dinheiro á Igreja, sempre cumpri com os Mandamentos da Escritura, e depois Vós deixais-me morrer ali no meio do mar?? Como é que é possível ??»

E Deus respondeu:

«Meu bom homem: enviei-te uma jangada, enviei-te um barco, enviei-te um colete salva-vidas! Se depois disso não te mexeste para lançar mão de nada daquilo que te enviei para te salvar, então o que é que querias?»

Pois bem:

Esta fabula bem que explica o que é a ajuda do espírito, ou seja:

Não é porque se pede e paga por uma ajuda do espírito, que depois se deve ficar de braços cruzados ou desprezando as oportunidades que o espírito concede, porque quem faz isso obviamente nada colhe da obra do espírito.

Se você quer fortuna ou amor, então o espírito abre portas e dá oportunidades.

Porem: se você ficar em casa de braços cruzados a dormir e pensando «Não, vou fazer nada, porque já pedi e paguei pela ajuda ao espirito, e por isso o espirito vai-me dar tudo o que eu pedi», então esqueça o assunto, porque não vai desatar a chover dinheiro do céu, nem o amor da sua vida lhe virá bater á porta consigo fechado em casa a dormir!

Por isso:

aquele que pede ajuda aos espíritos mas depois fica de braços cruzados sem fazer nada, sem aproveitar as oportunidades que o espirito dá, e fechando as portas que o espirito abre, esse está a deitar pela janela fora tudo aquilo que o espirito lhe concedeu, e assim – obviamente – não há fruto nenhum que vá florescer da obra do espirito, pois nada de bom se tem se quando uma arvore dá o seu bom fruto, e porem o agricultor for deitar o fruto fora e deixa-lo apodrecer.

Por isso:

Recorra dos espíritos, que dos espíritos colherá as oportunidades que ate hoje não teve, e onde hoje você vê apenas portas fechadas e trancadas, então depois verá portas abertas e caminhos destrancados aos seus desejos.

O sacerdote Daniel é sacerdote ordenado pela Congregação Devocional de são Cipriano, e exerce a sua actividade no Altar de são Cipriano e Bruxa Èvora. Quer saber mais sobre amarrações, magia negra, trabalhos de magia, vidência, bruxaria ? Então veja e leia tudo, em:

tudo sobre MAGIA NEGRA

Trabalhos de amarração

Trabalhos de magia negra

Trabalhos de são Cipriano

tudo sobre VIDÊNCIA

Videntes em Portugal

tudo sobre AMARRAÇÕES

amarrações amorosas

bruxarias para o amor

Bruxos em Portugal

Saber mais?

Veja tudo sobre amarrações, em : amarrações amorosas

Visite-nos em:   Trabalhos de Magia negra

Escreva hoje mesmo, para: altar.cipriano@gmail 

Amarrações ?

Escreva-nos !

efeitos das amarrações, resultados das amarrações, amarrações, amarrações amorosas, amarrações de magia negra, bruxarias de amarração, feitiços de amarração, amarrações poderosas, amarrações infalíveis, amarrações para o marido, amarrações para a mulher, amarrações para a esposa, amarrações para o esposo, amarrações para a amante, amarrações para ex, amarrações para o ex, amarrações para o amor voltar, amarrações para a mulher voltar, amarrações para o homem voltar, amarrações para amante, amarrações para casar, amarrações para homem casado, amarrações para mulher casada,